CF BARBARA STARFIELD

Praça Augusto Monteiro, S/N - Del Castilho - Rio de Janeiro - RJ | CEP: 21051-100 | ☎ Telefone: (21) 2228-6078 | 3217-1251
Funcionamento: Segunda-feira a Sexta-feira das 07h às 18h - Sábado das 08h às 12h
Gerente: Verônica Oliveira | CNES 6820018 - ESF: 06 | ESB: 02

COMO CHEGAR FALE CONOSCO

Serviços e Metas

Acolhimento

Orientações sobre o nosso atendimento.

Saiba Mais

Nossas Metas

Ações em prol de assegurar a saúde com qualidade.

Saiba Mais

Multimídia

Acesso ao conteúdo audiovisual da unidade.

Saiba Mais

Nossa Equipe

Nossos profissionais e território de atuação

Saiba Mais

Postagens Recentes

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Dia D - Campanha Influenza

   No último sábado, dia 13, tivemos o dia D da campanha de vacinação contra influenza. A equipe da Academia Carioca fez um café da manhã especial, com direito a aula e vacina.






 























   A campanha continua até o dia 26 de maio.
   Encaixam-se no público alvo para vacinação, crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais, pessoas com comorbidades (doenças crônicas respiratórias, do coração, com baixa imunidade, entre outras), trabalhadores da saúde, indígenas aldeados e o público penitenciário.
   


sexta-feira, 28 de abril de 2017

Oficina de Violência

   Hoje tivemos a oficina de violência que aconteceu no auditório do Carmela Dutra. O tema da oficina foi diversidade sexual, com apresentação de convidados.









quarta-feira, 26 de abril de 2017

Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial




   Hipertensão arterial acontece quando a nossa pressão está acima do limite considerado normal, que, na média, é máxima em 120 e mínima em 80 milímetros de mercúrio, ou simplesmente 12 por 8. Valores inferiores a 14 por 9 podem ser considerados normais a critério médico. As pessoas que têm familiares hipertensos, que não têm hábitos alimentares saudáveis, ingerem muito sal, estão acima do peso, exageram no consumo de álcool ou são diabéticas têm mais risco de desenvolver a hipertensão, estas devem medir a pressão regularmente e fazer a prevenção da doença.
   Quem já é hipertenso ou tem a pressão arterial limítrofe deve fazer controle médico periódico e seguir as orientações dadas por aquele profissional. 

   Embora não tenha cura, a hipertensão pode ser controlada e evitada com algumas mudanças de hábito. E se você já pensou "não tenho tempo para praticar exercícios ou qualquer coisa semelhante", saiba que apenas incluindo alguns alimentos em sua dieta, a prevenção e o controle já são desenvolvidos naturalmente pelo seu organismo. Confira a seguir oito desses alimentos:

A aveia faz parte do grupo dos carboidratos e é uma excelente fonte de fibras, vitaminas e minerais, o alimento auxilia no processo de emagrecimento por retardar o esvaziamento gástrico, o que prolonga a sensação de saciedade. Desse modo, ele auxilia no controle da glicose sanguínea, sendo uma importante ferramenta para hipertensos. Além disso, a aveia contém magnésio que, em união com o cálcio, ajuda no relaxamento da musculatura, diminuindo o inchaço do corpo.

Por serem boas fontes de magnésio, amêndoas e nozes atuam como vasodilatadores, ou seja, ampliadores dos vasos sanguíneos, o que auxilia no controle da pressão arterial. Esses alimentos também são ricos em vitamina E, um dos principais antioxidantes naturais existentes, que ajudam a retardar o envelhecimento e diversas complicações cardíacas.

Presente em alimentos como sardinha, salmão, atum, linhaça e azeite, os ácidos graxos ômega 3 devem ser consumidos por pessoas com hipertensão em uma dose acima do valor diário recomendado normalmente. Estudos comprovam que a ingestão dessa substância está intimamente relacionada à diminuição da vasoconstrição e ao aumento da vasodilatação. Em outras palavras, o ômega 3 não só dificulta a síntese responsável por contrair os vasos sanguíneos como ainda facilita a síntese que promove a sua abertura.

O que a salsa, a cebolinha, o coentro, o alecrim, a sálvia, o manjericão, o louro e o tomilho têm em comum? Todos são ótimos temperos naturais e, por isso, podem substituir como nenhum outro alimento o uso do sal. Reduzindo o sal, também há diminuição da ingestão de sódio, um dos principais vilões dos hipertensos. O sódio favorece a retenção de líquidos no organismo, aumentando a pressão arterial e elevando o risco de doenças renais e cardiovasculares.

Ótima fonte de vitamina C, o alho tem alto poder antioxidante, atuando na diminuição de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce, pelo câncer e até por doenças cardíacas. Além disso, a combinação de diversos elementos presentes nesse alimento, como o magnésio, auxilia - ainda que de forma singela - na dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo a pressão e facilitando a circulação do sangue.

Os cereais integrais reduzem as chances de diabetes, previnem o câncer, ajudam a manter o peso e ainda são grandes combatentes da hipertensão. Motivos não faltam para incluir cereais integrais, como farelo de aveia e gérmen de trigo, na sua dieta. O grande mérito desses alimentos é a concentração de magnésio, que estimula a dilatação dos vasos sanguíneos, reduzindo, por tabela, o inchaço típico de pessoas que retêm líquidos.


Se, por um lado, o sódio estimula a retenção de líquidos no organismo, aumentando a circulação sanguínea e, consequentemente, a pressão arterial, o potássio age como um natriurético, estimulando a eliminação do sódio presente no corpo. Assim, alimentos ricos nesse elemento são muito recomendados para hipertensos. O potássio está presente no inhame, no feijão preto, na abóbora, na cenoura, no espinafre, no maracujá, na laranja, na banana e em diversos outros alimentos.

Importantes fontes de cálcio, leite e derivados não podem ficar de fora da dieta de pessoas com hipertensão. O cálcio funciona como hipotensor, ou seja, atua na diminuição da pressão sanguínea, uma vez que estimula a eliminação de sódio. A grande vantagem desses alimentos é o fato de pequenas porções apresentarem grande concentração do mineral. Recomenda-se que sejam consumidas as versões desnatadas e com baixo teor de gordura, como o queijo branco.





terça-feira, 25 de abril de 2017

Prevenção ao Suicídio




   Diversos fatores podem impedir a detecção precoce e, consequentemente, a prevenção do suicídio. O estigma e o tabu relacionados ao assunto são aspectos importantes. Durante séculos de nossa história, por razões religiosas, morais e culturais o suicídio foi considerado um grande "pecado", talvez o pior deles. Por esta razão, ainda temos medo e vergonha de falar abertamente sobre esse importante problema de saúde pública. Um tabu, arraigado em nossa cultura, por séculos, não desaparece sem o esforço de todos nós. Tal tabu, assim como a dificuldade em buscar ajuda e a ideia errônea de que o comportamento suicida não é um evento frequente condicionam barreiras para a prevenção. Lutar contra esse tabu é fundamental para que a prevenção seja bem-sucedida.




Como ajudar uma pessoa sob risco de suicídio?


• Uma bordagem calma, aberta, de aceitação e de não julgamento é fundamental para facilitar a comunicação.
• Ouça com cordialidade.
• Tenha empatia com as emoções da pessoa.


Como se comunicar 

• Ouvir atentamente, com calma.
• Entender os sentimentos da pessoa (empatia).
• Dar mensagens não verbais de aceitação e respeito.
• Expressar respeito pelas opiniões e pelos valores da pessoa. 
• Conversar honestamente e com autenticidade.
• Mostrar sua preocupação, seu cuidado e sua afeição. 
• Focalizar nos sentimentos da pessoa. 


Como não se comunicar

• Interromper muito freqüentemente. 
• Ficar chocado ou muito emocionado. 
• Dizer que você está ocupado. 
• Fazer o problema parecer trivial. 
• Tratar o indivíduo de uma maneira que possa colocá-lo numa posição de inferioridade. 
• Dizer simplesmente que tudo vai ficar bem. 
• Fazer perguntas indiscretas. 
• Emitir julgamentos (certo x errado), tentar doutrinar. 


Sempre que possível passe essas mensagens adiante:
Depressão é uma doença e deve ser tratada. Assim como transtorno bipolar, psicoses e dependências químicas. Não adie o tratamento. 
Evite ter por perto coisas que matam. Coloque tela nas janelas. Não estoque grandes quantidades de remédio.
E, principalmente, respire fundo e espere um pouco. As crises vêm em ondas. Essa também vai passar.


Saiba mais sobre o assunto, acesse a cartilha Suicídio: Informando para prevenir.










quinta-feira, 13 de abril de 2017

Vacinação Influenza 2017



   Influenza, comumente conhecida como gripe, é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são predominantemente sistêmicos, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios com tosse seca, dor de garganta e coriza. A infecção geralmente dura 1 semana e com os sintomas sistêmicos persistindo por alguns dias, sendo a febre o mais importante.
    A vacinação contra influenza tem contribuído na redução das complicações, internações e mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza na população alvo para vacinação.

A vacina estará disponível em nossa unidade a partir de 17 de abril até 26 de maio, sendo o dia 13 de maio (DIA D - sábado), o dia de mobilização nacional de Vacinação contra Influenza.

   Encaixam-se no público alvo para vacinação, crianças maiores de 6 meses e menores de 5 anos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais, pessoas com comorbidades (doenças crônicas respiratórias, do coração, com baixa imunidade, entre outras), trabalhadores da saúde, indígenas aldeados e o público penitenciário.
   A vacina contra a influenza NÃO deve ser administrada em pessoas com história de reação anafilática prévia, relacionada a ovo de galinha e seus derivados, assim como, a qualquer componente da vacina. Pessoas que apresentaram reações anafiláticas graves a doses anteriores também contraindicam doses subsequentes.



Infográfico

6 Grupos de Saúde
em nossa unidade.
2,450,000 Metros Quadrados
é o tamanho da nossa área de abrangência.
14133 Usuários
beneficiados por nossa unidade.

Como eu Faço

Como eu Faço
Visita domiciliar, acolhimento e atividades de grupo
Vai Acontecer
Grupos e ações promovidos pela unidade que irão acontecer.
Conheça esta história
História contada por um ACS
Saúde nas Escolas
Integração com as escolas e creches locais.
Protagonismo Juvenil
Grupo de adolescentes que apóiam as ações de promoção da saúde existentes na unidade.
Integração
Saúde da Família e Vigilância em Saúde.
Integração
Ensino-Serviço-Comunidade
Academia Carioca
Processo de trabalho e os principais resultados obtidos pelos educadores físicos.

Contato

Fale Conosco

Entre em contato com nossa unidade, fale com nossos profissionais e tire suas dúvidas quanto aos nossos programas

Endereço

Praça Augusto Monteiro, S/N - Del Castilho

Funcionamento

De Segunda a Sexta das 07h às 18h | Sábado das 08h às 12h

Telefones

(21) 2228-6078 | 3217-1251

Tecnologia do Blogger.